Capitais e Regiões Metropolitanas - 4007-1035

Demais localidades - 0800 603.7100

Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio

a

 

Um problema de saúde pública que ainda é considerado tabu e que ceifa a vida de milhares de vítimas é o suicídio, que tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto por medo ou desconhecimento.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 800 mil pessoas se suicidam todo ano no mundo e no Brasil são quase 12 mil casos por ano. O Brasil é o quarto país latino-americano com o maior crescimento no número de suicídios entre 2000 e 2012, segundo relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). E segundo a OMS, 9 em cada 10 casos poderiam ser evitados.

Nem sempre é fácil identificar um potencial suicida e ao mesmo tempo identificar os sinais e a abordagem mais adequada. Mas se você suspeita que alguém próximo a você pensa em cometer suicídio, tente se aproximar dele e:

 

  • Pergunte se o pensamento existe e em que nível;
  • Se já houve planejamento e como;
  • Procure ouvi-lo atentamente;
  • Tente compreender os sentimentos dessa pessoa;
  • Expresse respeito pelas opiniões e pelos valores dela;
  • Converse abertamente;
  • Demonstre sua preocupação, seu cuidado e sua afeição com ela;
  • Procure conversar com a família, amigos ou rede de apoio dessa pessoa;
  • Oriente e ajude essa pessoa a buscar ajuda na rede de saúde mental de sua comunidade e/ou outros equipamentos e órgãos: CAPS, Posto de saúde, Clínica-escolar, CVV, ONGs e etc.

 

Às vezes, o pensamento suicida está associado a um sofrimento intenso, ou perda importante, ou mesmo a algum distúrbio psicológico. Por isso é importante procurar o quanto antes ajuda de um profissional de saúde.

 

Ligue para o CVV (centro de valorização da vida) 24 horas por dia no número 188.