Capitais e Regiões Metropolitanas - 4007-1035

Demais localidades - 0800 603.7100

Quero emagrecer! Crianças se preocupam cada dia mais cedo com a aparência

a

De acordo com um estudo do Common Sense Media, EUA, as crianças estão se preocupando em ter um corpo ideal (magro). Segundo a pesquisa, um terço dos meninos e mais da metade das meninas ouvidas, com idade entre 6 e 8 anos, acha que deveria ser mais magro. O estudo também mostra que uma em cada quatro crianças já tentou fazer dieta depois dos 7 anos.

A partir dos 2 a 3 anos as crianças passam a ter consciência do seu tamanho e a se comparar com os outros. Elas tendem a imitar aquilo que observam, as pessoas que estão próximas, como a família, e também as pessoas que aparecem na mídia.

Por isso, pais que demonstram insatisfação com o seu corpo ou que criticam os outros em relação à aparência podem incentivar os filhos a serem críticos de seu próprio corpo. Comentários negativos sobre os alimentos, como a quantidade de calorias, também podem influenciar a criança na hora de comer. Por isso, é importante que os pais tentem passar a ideia de que a comida é importante para um desenvolvimento saudável, para que a criança se relacione com a comida e com seu próprio corpo de forma natural.

A criança deve entender que a aparência não é o mais importante. Os pais podem ajudar nisso elogiando outros aspectos, como a inteligência, a espontaneidade, o comportamento, os gostos, e demais qualidades. A conversa não pode se limitar ao bonito e ao feio, pode ser mais profunda.

Outra tática é tentar mostrar que as imagens que aparecem na mídia não são tão reais como parecem, e mostrar outros padrões de beleza.

Preste atenção se seu filho:

– Fizer dieta, restringindo alimentos que “engordam”

– Demonstrar preocupação com o peso, como se pesar constantemente, se analisar no espelho

– Se comparar com outras crianças de forma negativa

– Se exercitar demais ou querer fazer atividades físicas de adultos

A distorção da autoimagem da criança pode se tornar um transtorno alimentar como bulimia ou anorexia. Por isso é importante estar atento ao comportamento da criança e procurar um pediatra se notar algum sinal preocupante.

Fonte: Revista Crescer

Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.