Capitais e Regiões Metropolitanas - 4007-1035

Demais localidades - 0800 603.7100

Resistência à insulina

a

A resistência insulínica acontece quando existe um desequilíbrio entre a quantidade de insulina produzida pelo pâncreas e o funcionamento da quantidade de insulina (que é maior que o organismo necessita).
Causas
O excesso de peso é a principal causa da resistência insulínica, pois, com o aumento do tecido adiposo, o pâncreas precisa produzir mais insulina. Quando isso acontece, as células ficam mais resistentes para se proteger do excesso de insulina.
Depois, o pâncreas perde a capacidade de produzir mais insulina, os níveis de açúcar no sangue aumentam e aí surge o diabetes tipo 2.
Existem outras causas que podem ocasionar resistência insulínica como gestação, síndrome metabólica, hipertensão arterial, colesterol elevado, síndrome do ovário policístico, esteato-hepatite não alcoólica (esteatose hepática, gordura no fígado).

Sintomas de Resistência à insulina
Na maioria dos casos, a resistência insulínica não apresenta sintomas. No entanto, se estiver associada ao ovário policístico, por exemplo, a resistência insulínica pode se apresentar como a Síndrome Hair-na, com os seguintes sintomas:
– Aumento de pelos no corpo
– Acne e oleosidade na pele
– Menstruação irregular
– Escurecimento da pele em regiões de dobras de braço, axilas e pescoço. Este sintoma também pode ser percebido em casos onde não há associação com ovário policístico.
Outro sintoma comum é a presença de acrocórdons, pequenas protuberâncias na pele, comuns nas axilas e na região posterior do pescoço. São confundidas com pequenas verrugas, mas são formadas por crescimento da pele em excesso, ocasionadas pela resistência insulínica.

Diagnóstico
O médico pode solicitar exames laboratoriais em caso de suspeita, especialmente em pacientes acima do peso, ou que tenham alterações de colesterol, pressão alta, esteatose hepática ou gestantes com alterações de glicemia.
Os exames de sangue de dosagem de glicose de jejum, insulina de jejum e o cálculo do marcador chamado de HOMA-IR facilitam o diagnóstico do problema. Há também o teste oral de tolerância à glicose.

Tratamento
É necessário mudar o estilo de vida. Trocar os alimentos de alto índice glicêmico por alimentos de baixo índice glicêmico. Por exemplo: preferir pão integral, arroz integral, vegetais como brócolis ou cenoura, entre outros que fornecem açúcar mais lentamente para a corrente sanguínea.
Manter o peso dentro do índice de massa corporal saudável para a sua altura e praticar exercícios físicos é fundamental para controlar a resistência insulínica. Os músculos consomem glicose, especialmente quando praticamos atividades físicas. Se os músculos ficam sempre em repouso, precisarão de menos glicose, o que vai sobrecarregar a insulina para absorvê-la. Assim, as células musculares precisarão cada vez mais de insulina.
Medicamentos são indicados em alguns casos.

Complicações
Quem tem resistência insulínica pode desenvolver o diabetes. O paciente deve ser avaliado de maneira global, uma vez que o problema pode estar associado a diversos fatores como: síndrome dos ovários policísticos, esteatose hepática e aterosclerose.

Fonte: Minha Vida

Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.


Comunicado Importante


O Grupo Elo Saúde bloqueou temporariamente as adesões pela operadora AMI para todas as entidades devido ao período de renovação do contrato. Durante este intervalo, as inclusões estarão suspensas.